Cláudio Torres Arqueologia de uma vida

Documentário / Cláudio Torres

arqueologia de uma vida

A vida de Cláudio Torres é um autêntico “território arqueológico”. Fomos descobrir as diversas vertentes de uma vida complexa e cheia como a sua. A história do homem exilado e de convicções inabaláveis caracterizando o perfil social e político das décadas em que viveu.

Trailer

Documentário

A história do arqueólogo, trabalhador incansável com uma visão diferente e revolucionária. Por fim, a história de amor que une todos estes aspectos e se consolida no alicerce de todas as aventuras e desventuras: a vida com Manuela Torres, sua companheira de sempre.

1º, 2º e 3º Episódio

documentário

Portugal, 1984. Numa estrada do sul do país, Cláudio Torres e Serrão Martins, presidente da Câmara de Mértola, fazem os primeiros quilómetros de uma viagem que haveria de mudar para sempre a vida e o futuro da remota vila alentejana. Mas a verdade é que esta jornada extraordinária começa muitos anos antes, quando um jovem estudante, neto de um monárquico e filho de um comunista, interioriza os valores e os princípios de conduta que haveriam de moldar o seu futuro. A partir daí, a sua vida será marcada por uma verticalidade intransigente, um apreço sem preço pela verdade e uma vontade indómita de viver segundo os ideais que perfilha.

São eles que o levam à militância clandestina na célula de Aveiro do Partido Comunista, às atividades subversivas nas ruas e na Faculdade de Belas Artes do Porto, à prisão, à tortura, à resistência sem quebras. Ao seu lado, encontramos Manuela Barros Ferreira, narradora desta história e testemunha privilegiada da luta sem quartel que o marido travou contra um regime retrógrado, repressivo e autoritário.